terça-feira, 8 de junho de 2010

Estamos aquecendo o planeta a passos largos

A humanidade acabou de bater um recorde que durava 2,1 milhões de anos! Alcançamos em Maio de 2010, a marca de 392,94 ppm (partes por milhão) de CO2 (gás carbônico) na atmosfera (Fonte: CO2Now).
Na caixa "Quantidade de CO2 na atmosfera", na coluna da direita deste blog, você pode ver um comparativo histórico em relação ao mês anterior ao atual, nos últimos três anos, e notar a espantosa evolução do número de partículas de CO2 que ainda estamos despejando no ar.
O gás carbônico é um dos principais agentes do aquecimento global, juntamente com outros gases, até mais poderosos que ele, como o caso do metano (CH4). O problema do CO2 é que, de longe, está presente em níveis muito superiores do que qualquer outro gás causador do aquecimento global. E aí está o seu poder.
O aquecimento global é a exacerbação do efeito estufa. Sim, são dois conceitos difentes. O efeito estufa é o manto de ar aquecido que envolve o planeta, distribuindo mais uniformemente a temperatura em volta de todo globo, o que permite a vida no nosso planeta, com temperaturas agradáveis, na sua maior parte.
Já o aquecimento global é o superlativo do efeito estufa. É o efeito estufa muito acentuado, justamente pelas continuadas emissões de gases do efeito estufa no ar. Essa quantidade tem sido cada vez maior e cada molécula de gás do efeito estufa continua fazendo o seu "trabalho" de capturar o calor, porém agora em quantidade inúmeras vezes maior, o que aumenta muito a temperatura média do planeta.
O mundo precisa de uma meta para o gás carbônico. O mundo inteiro está pedindo às suas autoridades representativas e de comando que seja estabelecida a marca de 350 ppm de CO2 no ar atmosférico. Isso representa segurança climática, atmosférica, ou seja, 350 ppm representa vida no planeta. Os níveis de CO2 na atmosfera tem estado acima de 350 ppm desde o início do ano de 1988.
Faça sua parte. Cabe, também, a cada um de nós.

Nenhum comentário: